página principal
 
[06/05/2008] - Beto Cangussú representará Ribeirão e região na III Conferência Nacional de Meio Ambiente
 

Beto Cangussú vai a III Conferência Nacional de Meio Ambiente em Brasília

As questões climáticas assim como os recursos hídricos estão sendo debatidas exaustivamente na Conferencia Estadual do Meio Ambiente. Ribeirão Preto está associado a 48 municípios que compõem a bacia do Rio Pardo e Sapucaí - mirim, duas das 22 unidades do estado de São Paulo.
Para representar nossa região na etapa Nacional da Conferência foi eleito o  vereador Beto Cangussú de Ribeirão Preto.
A partir desta quarta-feira (7), o governo federal dá início a um debate inédito sobre mudança do clima. O Ministério do Meio Ambiente e 44 entidades representativas da sociedade civil realizam a III Conferência Nacional de Meio Ambiente (CNMA), que se estende até o dia 10, em Brasília. É a primeira vez que um país realiza um processo participativo com todos os setores da sociedade para discutir o tema, que é destaque no cenário internacional.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, farão a abertura oficial da Conferência. A  III CNMA reunirá cerca de duas mil pessoas, entre delegados de todos os estados e convidados de 40 países. "O Ministério deu mais um passo importante na construção da cidadania brasileira ao combinar o processo da Conferência Nacional do Meio Ambiente com o enfrentamento das mudanças globais do clima", avalia a ministra.  As propostas aprovadas durante a Conferência serão entregues ao Comitê Interministerial de Mudança do Clima e ajudarão na formulação da Política e do Plano Nacional sobre Mudança do Clima.
De acordo com Marina, o Brasil, no contexto internacional, é um país especial. "De um lado, sua matriz energética é das mais avançadas pela forte participação de 44%  das fontes renováveis no suprimento de eletricidade e combustíveis líquidos. Quase 90% da eletricidade consumida é produzida em hidrelétricas e quase metade do combustível usado pelos automóveis é etanol da cana- de-açúcar. O Programa Nacional do Biodiesel, iniciado neste governo, também reproduz o sucesso do etanol, tendo já consolidado a meta de adicionar 2% de óleos vegetais no diesel automotivo", afirma Mariana silva.
Sobre o desmatamento, a maior fonte de emissão de gases de efeito estufa no País, a ministra destaca a redução de quase 60% nas taxas anuais de desmatamento da Amazônia, resultado de uma forte ação governamental nos últimos quatro anos. Tais medidas não reduziram a geração de riquezas e os benefícios na região, mas preservaram um capital físico  em recursos florestais, genéticos, culturais e humanos . O que certamente beneficiará as futuras gerações de brasileiros.

 

 
mais notícias